Em virada heroica sobre o Grêmio, Flu consegue 1ª vitória no Brasileiro

Heróicos! Assim pode ser classificados o primeiros três ponto do Fluminense no Campeonato Brasileiro, que fez jus ao apelido de Time de Guerreiros, neste domingo, em Porto Alegre. Depois de estar perdendo por 3 a 0, o time de Diniz foi buscar a virada sobre o Grêmio, cedeu o empate e voltou a ficar a frente no placar, para vencer por 5 a 3, em uma partida eletrizante pela terceira rodada do torneio nacional. André, Everton, Jean Pyerre e Kannemann marcaram para o Tricolor Gaúcho e Yony González, duas vezes, Luciano, Matheus Ferraz (9’/2ºT, 3-3) e Pedro para o time das Laranjeiras.

O Tricolor Gaúcho vai brigar pela classificação na última rodada da fase de grupos da Libertadores, na quarta, quando recebe o Universidad Católica (CHI) em busca de um empate. Pelo Brasilleirão, enfrenta o Corinthians, no sábado em São Paulo. Já o Flu faz o Clássico Vovô com o Botafogo, no Maracanã, também no sábado.

Sem tempo de sujar o uniforme
A partida havia acabado de começar e os torcedores ainda se acomodavam na Arena, quando Grêmio abriu o placar, aos 5 minutos de bola rolando. Jean Pyerre acionou Cortez, que cruzou para André estufar as redes, de carrinho. O lance passou pela análise do árbitro de vídeo, que descartou o impedimento apontado pelo bandeirinha.

Massacre gremista
O Fluminense parece ter sentido o gol no início, que desmontou qualquer estratégia pensada por Fernando Diniz. O Grêmio girava a bola de pé em pé, diante um adversário cabisbaixo e com jogadores calados em campo, com exceção de Rodolfo. Em outra jogada pela lateral, o Tricolor gaúcho ampliou. Léo Moura acionou Alisson pela direita, que cruzou para Everton deslocar Rodolfo e marcar o segundo, aos 12. Nove minutos mais tarde, Jean Pyerre, que comandava a criação da equipe, teve a boa atuação premiada com o terceiro gol, após tabelar com André.

Flu volta ao jogo
A partida já parecia decidida em favor dos gaúchos, mas o Fluminense surpreendeu e conseguiu uma reação no final da primeira etapa, em apenas dois lances. Aos 38, Yony González descontou, em jogada iniciada de uma tabela entre Caio Henrique e Allan. Dois minutos depois, Júlio César, ex-Flu fez uma verdadeira lambança ao tentar driblar Luciano e perder a bola. O artilheiro do tricolor carioca não perdoou e fez o segundo para colocar o time de volta no jogo.

Pressão e empate
Embalado pela reação, o Flu voltou com tudo para o segundo tempo. Com outra postura, o time carioca foi para cima do Grêmio e Júlio César, redimindo-se do erro, fez três grandes defesas. O goleiro, no entanto foi incapaz de impedir o empate de Ferraz, que com muita presença de área, aproveitou rebote de cabeceio de Luciano para igualar o placar.

Virada Heróica, empate e glória
Aos 26, o impensável aconteceu na Arena. Em lance de bola parada Kannemann agarrou Matheus Ferraz dentro da área e o árbitro Raphael Claus apontou o pênalti, sob muitos protestos dos gaúchos. Pedro, que acabara de entrar converteu e decretou a virada do Flu. O Grêmio pressionou e arrancou o empate com Kannemann, completando escanteio cobrado por Luan. Quando tudo parecia caminhar para o empate, Allan lançou bola na área, Kannemann afastou mal e a bola sobrou para Yony González fazer o seu segundo e decretar uma heroica e inesquecível vitória do Flu.

06/05/2019


Warning: A non-numeric value encountered in /home/storage/5/51/e3/reportercoqueiroseco/public_html/wp-content/themes/portal2017/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009