Apertei mão de Trump para não mostrar debilidade, diz Macron

Apertei mão de Trump para não mostrar debilidade, diz Macron

O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que deu um aperto de mão em seu colega americano, Donald Trump, para não mostrar debilidade. “Não foi algo inocente”, disse o mandatário francês.

A “batalha de aperto de mãos” durante a cúpula da Otan, em Bruxelas, mostra como ambos apertaram com força a mão um do outro e se olharam fixamente durante o primeiro encontro dos dois, na quinta-feira (25), diz o G1.

“Não foi algo inocente, tampouco a chave da política, mas sim um momento de sinceridade”, afirmou Macron ao “Le Journal du Dimanche”. “Era uma forma de mostrar que não vamos fazer pequenas concessões, ainda que sejam simbólicas, ainda que tampouco deva-se exagerar a sua importância”.

A imprensa mundial interpretou o aperto de mãos como uma queda de braço entre os líderes, ambos no início dos mandatos e participando pela primera vez de uma cúpula da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Macron assegurou que, com esse tipo de gesto, tentará mostrar sua firmeza frente a líderes que o analisam “como uma relação de forças”. Além de Trump, o presidente francês citou os colegas turco (Recep Tayyip Erdoğan) e russo (Vladimir Putin).

28/05/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *