Campanha para doação de agasalhos ganha força na internet após morte de moradores de rua

frio

Uma campanha para estimular a doação de agasalhos está mobilizando internautas, principalmente após a morte de moradores de rua. Segundo a Arquidiocese de São Paulo, por causa do frio, que chegou a 3,5°C graus na capital, nesta segunda-feira, pelo menos quatro sem-tetos morreram desde o fim de semana. Nas redes sociais, moradores de todas as regiãos do país estão unidos para disseminar a corrente de ajuda pelos que não têm onde se abrigar.

No Twitter, a hashtag #MoradorDeRuaTambémSenteFrio está há mais de dez horas na lista dos assuntos mais comentados do país. Mobilizados, internautas tentam se organizar para receber e distribuir as roupas em diversas cidades.

Em nota, a Arquidiocese de São Paulo expressou “profunda tristeza e preocupação pelos quatro moradores de rua” e pediu aos poderes públicos que elaborem “ações emergenciais de socorro aos moradores de rua durante os dias frios”.

Entre os mortos, segundo a arquidiocese, foram identificados João Carlos Rodrigues, de 55 anos, encontrado perto da estação Belém do metrô, e Adilson Justino, na Avenida Paulista. As outras duas pessoas ainda não identificadas estavam na área do bairro de Santana.

No Rio de Janeiro, as baixas temperaturas e a notícia da morte de moradores de rua de São Paulo por causa do frio também inspiraram o sentimento de solidariedade. Arraiás estão se mobilizando para doar agasalhos aos necessitados, além de mensagens nas redes sociais estimulando as doações.

EXTRA