Celebridades Renata Dominguez revela que sofreu síndrome do pânico: ‘sensação de morte’

No ar como a Sirlene da novela “Sol Nascente”, Renata Dominguez participou do programa “Encontro com Fátima Bernardes”, nesta quinta-feira (01). Durante o bate-papo, a atriz revelou que sofreu com uma síndrome do pânico, no passado, e lutou contra a doença sem revelar o problema para os amigos porque sua família não reagiu bem quando soube.

“Começou absolutamente do nada. Não foi pós-trauma nenhum. Comentei com a minha família e quanto mais você escuta que é coisa da sua cabeça, pior a gente fica. A angústia aumenta e você acredita que está perdendo a lucidez, que está enlouquecendo. Você sabe que tem algo errado, mas não sabe o que é”, explicou a atriz, que revelou que se curou com ajuda psiquiátrica.

“Fiz um trabalho inteiro com o transtorno e precisei de ajuda psiquiátrica. Não contei para ninguém, porque a primeira reação na minha casa, até eles aprenderem a lidar, agravou um pouquinho. Só comentei depois que eu superei. Isso me ajudou muito, porque me vi obrigada a lutar contra. Não podia dar bandeira dentro de um estúdio de gravação. Quando a crise vinha com angústia e a sensação de morte, pedia para ir ao banheiro e fazia as minhas orações, meus exercícios de respiração. Isso foi me ajudando a sair”, contou Renata Dominguez.

Renata Dominguez afirmou que superar a doença fez com que ela amadurecesse mais. “Amadureci 10 anos em um. Saí com um autoconhecimento que nunca tive. Aprendi a dizer não, a não engolir desaforo e a me posicionar. A segunda etapa da crise foi até mais dolorosa. Tive uma espécie de estranhamento. Parecia que eu tinha lapsos de amnésia e eu não me reconhecia. Parecia que a minha vida era toda feita de algodão. O sonho era muito mais real que a minha vida. Eu só queria dormir e isso era desesperador”, explicou a atriz.

 

Yahoo

09/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *