Cobradora que desrespeitou passageiro obeso é afastada por empresa de ônibus

leonardo-passageiro-obeso
A cobradora que desrespeitou o recepcionista Leonardo de Oliveira Alves, de 25 anos, em um ônibus da linha 017, da Auto Viação Reginas, nesta terça-feira, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi afastada de suas funções. Ela não quis permitir que o passageiro, obeso, usasse a porta da frente do coletivo e chegou a gritar que ele era “gordo demais” para passar pela roleta. Leonardo, ofendido, publicou um desabafo nas redes sociais. Ele foi alvo de chacota de outros passageiros.
leonardo1
Através de sua assessoria de imprensa, a empresa divulgou uma nota repudiando a atitude da funcionária: “Apesar de ser um colaborador antigo e treinado o mesmo não seguiu as orientações e normas da empresa para este tipo de situação. Por este motivo o mesmo foi afastado de suas funções”. Também publicou um pedido de desculpas e afirmou esperar que o fato nunca mais se repita. O número da central de atendimentos para dúvidas e reclamações sobre problemas em seus coletivos é 96938-8433 (whatsapp, funciona 24h).
O rapaz, que mede 1,88m e pesa 170 quilos, afirma que já passou diversos episódios constrangedores dentro de coletivos, como quando seu celular travou a roleta e um cobrador também o hostilizou e chamou de “gordo”. Ele diz que sofre para se adaptar em cinemas e nos bancos da faculdade.
– Enfrento a obesidade desde os 17 anos. É uma doença, mas as pessoas julgam. A gente percebe quando entra no ônibus e o outro passageiro não quer que a gente sente do lado dele, se sente desconfortável. Quando o meu celular travou a roleta, o cobrador gritou: “O gordo travou a roleta”. O que eu vou fazer? A pessoa que é gorda tem dificuldade de argumentar. É um ponto fraco, eu me calo, não consigo nem olhar pra frente – afirma.

EXTRA