Elize completa 35 anos e fica frente a frente com cunhado no 2º dia de júri

Elize completa 35 anos e fica frente a frente com cunhado no 2º dia de júri

jfhjs

No dia em que completa 35 anos, nesta terça-feira (29), Elize Matsunaga vai ficar frente a frente com o irmão do marido de quem ela é assassina confessa, Marcos Matsunaga, no júri popular que acontece desde ontem no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo.

Irmão da vítima, o empresário Mauro Kitano Matsunaga deve abrir os depoimentos nesta terça por parte das testemunhas arroladas pelo Ministério Público Estadual. Além dele, é esperado ainda hoje o depoimento do delegado Mauro Gomes Dias, que investigou o caso e indiciou Elize à época do homicídio pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver.

O assassinato aconteceu no dia 19 de maio de 2012 no apartamento do casal, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Sacos com partes do corpo de Matsunaga começaram a ser encontrados dias depois em Cotia, na Grande São Paulo.

Além do irmão da vítima e do delegado do caso, faltam ser ouvidos pela acusação uma prima de Matsunaga, um médico-legista e um perito –arrolados também pela defesa –, um funcionário da Yoki e um investigador do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Pela defesa, serão ouvidos uma empregada do casal, uma tia de Elize, dois peritos e dois advogados amigos do casal.

Após as testemunhas serem ouvidas, Elize será interrogada para que, na sequência, comecem os debates entre acusação e defesa. A previsão é que o júri dure até sexta-feira.
Defesa pode alegar que Elize agiu em legítima defesa, diz criminalista

bol

29/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *