Em dois dias PRF apreende mais de 50 motos na BR 316

962282-prf-9-2.jpg
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) voltou a fechar o cerco contra os motociclistas infratores que circulam na BR 316 em Alagoas. Em menos de dois dias, 50 veículos de duas rodas foram recolhidos por apresentarem irregularidades diversas. O trabalho faz parte da Operação Duas Rodas que visa diminuir o número de acidentes de trânsito e criminalidade nas rodovias federais. Dois homens foram presos, um por conduzir veículo com características adulteradas e outro por embriaguez.

As fiscalizações aconteceram entre as cidades de Maribondo a Santana do Ipanema e focaram os condutores de motocicletas, motonetas e ciclomotores, veículos mais vulneráveis nos casos de acidentes. Os policiais verificaram itens de segurança, documentação e orientaram os condutores sobre os riscos que uma conduta irregular podem gerar. Buscando a eficácia do trabalho e para evitar possível fuga dos abordados, os PRFs se dividem em viaturas e motocicletas.

Em apenas 36 horas de trabalho, 50 veículos foram recolhidos por apresentar irregularidades. As mais comum delas foram atraso no licenciamento e ausência de equipamento obrigatório. Na conduta dos infratores foi verificado que a maioria dos autuados não possuía habilitação ou não usavam o capacete de segurança.

Na noite de quinta-feira (17), por volta das 22h, as equipes faziam ronda pela cidade de Dois Riachos quando tentaram abordar um motociclista que não usava capacete, e este empreendeu fuga. Após alguns minutos de acompanhamento tático, as equipes conseguiram abordá-lo. Testemunhas no local, acusaram o condutor de participar de disputas de “rachas” na cidade. Ele não possuía habilitação e foi detectado em sua motocicleta – uma Yamaha RX 80, de cor vermelha – o rompimento do lacre e sinais de adulteração. O homem, de 21 anos, foi encaminhado a Delegacia de Santana do Ipanema e enquadrado pelo Código Penal art. 311 – adulterar ou remarcar número de chassi ou qualquer sinal identificador de veículo automotor, de seu componente ou equipamento, sob pena de reclusão de três a seis anos e multa. Além disso, foi enquadrado nos crimes de trânsito Art. 309. Dirigir veículo automotor, em via pública, sem a devida Permissão para Dirigir ou Habilitação ou, ainda, se cassado o direito de dirigir, gerando perigo de dano e art. 311. Trafegar em velocidade incompatível com a segurança nas proximidades de escolas, hospitais, estações de embarque e desembarque de passageiros, logradouros estreitos, ou onde haja grande movimentação ou concentração de pessoas, gerando perigo de dano.

A segunda prisão ocorreu na tarde da sexta (18), em Santana do Ipanema. Às 13h a equipe abordou o condutor da motocicleta Yamaha/ Factor YBR125, e ao realizar o teste de etilômetro, acusou 0,58mg/l. O homem, de 21 anos, inabilitado, foi preso e conduzido a Delegacia da cidade.

Ainda em Santana do Ipanema, as 16h30, foi abordado um senhor de 73 anos, que conduzia um ciclomotor Shineray. Com sinais visíveis de embriaguez, ao realizar o teste do bafômetro foi confirmado índice de 0,80mg/l de teor alcoólico no organismo e ele foi preso em flagrante.

De quinta à sexta, 198 autos de infração foram extraídos, 125 testes de etilômetro foram feitos, 427 veículos fiscalizados, além dos 50 veículos recolhidos e três pessoas presas.

Trabalho contínuo em prol da vida
2016, em cerca de 22% dos acidentes ocorridos nas rodovias federais que cortam Alagoas, pelo menos um veículo envolvido era de duas rodas. Além disso nos acidentes em que esse tipo de veículo se envolve, 81% deles foram considerados acidentes graves, ou seja, teve pelo menos um morto ou ferido grave. Entre os acidentes graves, 59% foram com esse tipo de veículo (motocicleta, motoneta ou ciclomotor). No mesmo período, a PRF registrou 10 mortes ocorridas em acidentes nas rodovias federais em Alagoas. Mais da metade dos óbitos, seis deles, foram de pessoas envolvidas em acidentes com motocicletas e afins.

Por esse motivo a fiscalização direcionada a esses veículos é um trabalho constante. No fim do mês passado a PRF realizou a mesma operação na região visando mudar o comportamento dos condutores. Na ocasião, em apenas um dia 202 veículos foram fiscalizados resultando em 43 autos de infração, a maioria por condutor dirigir inabilitado e a falta do uso de capacete. Além disso foram feitos 80 testes de bafômetro, 5 veículos foram recolhidos ao pátio da PRF por apresentar alguma irregularidade, um ciclomotor foi recuperado e 2 pessoas foram presas.

“Nosso intuito é realmente conscientizar os usuários das rodovias federais sobre os perigos que a má conduta podem geram no trânsito. A PRF tenta aliar o trabalho educativo à fiscalização de trânsito, visando diminuir o número de acidentes e a criminalidade no trecho” – afirma o coordenador da operação, PRF Klugman.

Fonte: PRF/AL