Família de jogador Arthur Maia está em Chapecó para o velório coletivo

Voo da Chapecoense, clube do qual alagoano fazia parte, caiu na Colômbia. Pai do atleta disse que, após o velório, corpo virá para enterro em Maceió.

arthur_4

A família do jogador alagoano Arthur Brasiliano Maia, 24, uma das vítimas da queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, viajou para Chapecó, em Santa Catarina, para aguardar a chegada do corpo do atleta.

O pai dele, Roberto Maia, explicou que um tio e uma prima de Arthur foram à cidade catarinense participar do velório e depois trazê-lo para o enterro em Maceió. “O clube entrou em contato com a gente para saber se autorizava participar do velório coletivo e autorizamos. Ele deve chegar sexta à noite ou sábado pela manhã, o enterro deve ser sábado ou domingo”, comentou.

Todos os 71 mortos na queda do avião da Chapecoense foram identificados. Com isso, os corpos das vítimas brasileiras passarão por tratamento para o transporte até o Brasil. Uma força-tarefa com funcionários da Embaixada brasileira em Bogotá e do Itamaraty está na Colômbia para ajudar as famílias nos trâmites burocráticos.

Além de brasileiros, há entre os mortos cinco bolivianos, um paraguaio e um venezuelano.

“A ficha ainda não caiu, eu durmo e acordo às vezes pensando que foi um pesadelo e que nada aconteceu. Ele era o meu melhor amigo, era um cara que eu conversava sobre tudo”, disse o pai.

O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, mas momentos antes de pousar no aeroporto, caiu.

g1

01/12/2016

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *