Governo autoriza licitação das obras da Maternidade de Risco Habitual

Nova unidade vai atender parte baixa da capital alagoana

bbbd174887831bd924f5d3f959391323_L
Maternidade de Risco Habitual vai assegurar partos mais seguros e desafogará Santa Mônica.

O governador Renan Filho autoriza, às 10h30 desta terça-feira, 26, no Palácio República dos Palmares, o início da licitação para a execução das obras e dos serviços de construção da Maternidade de Risco Habitual. Como prometido pelo governador, ela deve ser construída ao lado da Maternidade Escola Santa Mônica, no bairro do Poço, em Maceió.

 

A previsão do Governo do Estado é que a licitação seja publicada em Diário Oficial até esta sexta-feira, 29. A obra tem o valor estimado de R$ 28.027.834,77. Segundo o projeto, a Maternidade de Risco Habitual terá sete andares, além de um amplo estacionamento. A ideia é destinar a nova maternidade apenas para partos de risco habitual, permitindo que os casos de alto risco sejam atendidos na Santa Mônica.

 

“Vai atender toda a parte baixa da capital, assim como Maceió de um modo geral, atendendo, sobretudo, os partos de risco habitual deixando a Maternidade Santa Mônica só para os partos de alto risco”, esclareceu o governador Renan Filho.

 

Em março deste ano, uma equipe técnica do Ministério da Saúde esteve em Alagoas para ver de perto as condições para o Estado construir e tocar novas unidades hospitalares, idealizadas pelo governador Renan Filho.

 

Na verdade, o que está sendo posto em prática é o projeto de regionalização dos atendimentos em saúde, fortalecendo a rede pública em Alagoas. Municípios como Porto Calvo, União dos Palmares, Delmiro Gouveia, Viçosa, além de Maceió, serão contemplados com a construção de novos hospitais. Maceió, por outro lado, não ficou de fora. O Hospital das Clínicas, que também vai receber uma maternidade, será erguido no bairro do Farol.

 

“Tudo para desafogar o atendimento do Hospital Geral do Estado”, finaliza Renan Filho.

Cadu Epifânio – Agência Alagoas