IMA monitora qualidade da água do Complexo Lagunar Mundaú-Manguaba

Após a análise do material os resultados deverão ser divulgados bimestralmente

08a29df5e35a233271f1c6613d0d23fb_L
Uma nova coleta está programada para a próxima semana, seguida dos resultados que serão divulgados no site do Instituto para o acesso da população. Ascom/IMA

O Laboratório de Estudos Ambientais do Instituto do Meio Ambiente (IMA) realizará o monitoramento periódico do Complexo Estuarino Lagunar Mundaú-Manguaba (CELMM). Uma equipe dará continuidade à coleta de amostras da água do Complexo na próxima semana e os resultados deverão ser divulgados bimestralmente.

O monitoramento atende à resolução nº 357/2005 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) que dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento. Segundo o gerente de Laboratório do IMA, Manuel Messias, a coleta ocorrerá seguindo os padrões determinados pelo Conama no Art. 14 da resolução.

0713IMA

“É importante o monitoramento e a divulgação destes dados, pois existe grande uso da laguna por profissionais da pesca e ainda há determinados trechos utilizados para balneabilidade”, afirma o gerente.

Análises da região feitas anteriormente pelo órgão apresentaram grandes quantidades de coliformes fecais que são drenados para o CELMM através de ligações clandestinas em galerias de águas pluviais. O monitoramento bimestral tornará possível a observação do lançamento de esgotos na área.

Uma nova coleta está programada para a próxima semana, seguida dos resultados que serão divulgados no site do Instituto para o acesso da população.

Klaus Roger – Agência Alagoas