Luiza Brunet chega a fórum para julgamento do caso de agressão de ex

Aluiza-brunetA atriz, modelo e empresária Luiza Brunet chegou, no início da tarde desta terça-feira (29), ao Fórum Criminal da Barra Funda, Zona Oeste da capital paulista, para o julgamento de seu ex-marido, o empresário Lírio Parisotto, de 62 anos. Parisotto foi acusado por Luiza de tê-la agredidoem maio deste ano, nos Estados Unidos, e em dezembro de 2015, no Brasil. A denúncia foi feita pelo Ministério Público de São Paulo.

Luiza chegou ao fórum acompanhada de seu advogado. Ela não conversou com os jornalistas que a aguardavam porque disse que estava atrasada. Parissoto também chegou ao local , mas entrou por uma porta diferente.

A juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcante, da Vara do Foro Central da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher marcou a audiência de instrução, debates e julgamento do caso para as 13h. Parisotto pediu habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para cancelar a audiência, mas o pedido foi negado.

A magistrada quer ouvir o depoimento de Luiza e interrogar Parisotto. Também serão ouvidas as testemunhas de acusação (uma amiga da atriz) e de defesa (cerca de cinco pessoas ligadas ao empresário). A juíza poderá dar a sentença após o julgamento ou ainda decidir dias depois se condena ou absolve o réu.

Parisotto é acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de ter cometido dois crimes contra Luiza: de lesão corporal grave e leve. O empresário pode ser condenado e receber uma pena de 1 ano e meio até oito anos de prisão, já que ele está sendo responsabilizado nos termos da Lei Maria da Penha, que endurece a pena.

De acordo com a acusação, o primeiro crime, de “lesão corporal grave”, ocorreu no dia 15 de dezembro do ano passado, no apartamento do empresário em São Paulo, quando o então casal discutiu e ele quebrou um dos dedos da mão da atriz – de acordo com laudo indireto feito pelo Instituto Médico Legal (IML) a partir da radiografia que a vítima tirou à época.

O segundo crime, de “lesão corporal leve”, foi em 21 de maio de 2016, em outro apartamento do então marido, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, segundo Luiza. No dia 29 de junho, ela procurou a Promotoria em São Paulo, cidade onde Parisotto mora, e contou que ele deu um soco no olho dela, a chutou e quebrou quatro de suas costelas – conforme constatou posteriormente laudo pericial.

Se comparecer ao Fórum da Barra Funda nesta terça-feira, Parisotto terá a oportunidade de falar a primeira vez à Justiça a sua versão para se defender das acusações de Luiza. A atriz também terá a chance de voltar a acusar o ex-marido, caso compareça.

Se o empresário não comparecer, ele poderá ser julgado à revelia. A reportagem não conseguiu localizar o advogado de Parisotto para comentar o assunto.

 

G1

29/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *