Mortes apontam para novo surto de Ebola no Congo

Mortes apontam para novo surto de Ebola no Congo

Uma pessoa da República Democrática do Congo que morreu de febre hemorrágica testou positivo para o vírus do Ebola, assinalando o início de uma nova epidemia, alertaram o Ministério da Saúde do país e a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta sexta-feira.

O caso foi confirmado com exames em nove pessoas que tiveram febre hemorrágica na província de Bas-Uele, no nordeste congolês, aproximadamente em 22 de abril ou depois, disse um comunicado do ministério. A doença já matou três pessoas, informa o Extra.

“Nosso país precisa confrontar um surto do vírus do Ebola que constituiu uma crise de saúde pública de relevância internacional”, afirmou a pasta.

O porta-voz da OMS no Congo, Eugene Kabambi, disse: “É em uma zona muito remota, muito arborizada, então tivemos um pouco de sorte. Sempre levamos isto muito a sério”.

A epidemia de Ebola mais recente é a oitava do Congo, recordista nesse quesito. A febre hemorrágica mortal foi detectada primeiramente em florestas tropicais densas em 1976 e batizada em homenagem a um rio próximo chamado Ebola.

Essa experiência ajudou as autoridades congolesas a reagir com eficiência a um surto em 2014 que matou 49 pessoas. Ao mesmo tempo, um surto separado matou mais de 11.300 pessoas e infectou cerca de 28.600 ao se espalhar por Guiné, Serra Leoa e Libéria, causando alarme em todo o mundo.

Em junho do ano passado, a OMS declarou a Libéria livre de transmissão ativa do vírus do Ebola. A Libéria foi a última nação ainda combatendo a pior epidemia da doença no planeta.

“Nosso país está cheio de pessoas bem treinadas nessa questão, e nossos profissionais de saúde também ajudaram a conter epidemias semelhantes em outros países”, disse o Ministério da Saúde em um informe, acrescentando que uma equipe de reação irá chegar à área no sábado.

12/05/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *