Palmeiras minimiza vantagem e joga por vitória na Libertadores

Palmeiras minimiza vantagem e joga por vitória na Libertadores

Para chegar às oitavas de final da Libertadores, o Palmeiras pode até perder por um gol de diferença para o Atlético Tucumán, nesta quarta-feira, na arena. Mas, no clube, o pensamento é de minimizar qualquer vantagem antes do duelo contra a equipe argentina, válido pela sexta e última rodada do Grupo 5.

Sem perder em casa desde julho do ano passado, o time de Cuca soma dez pontos na competição sul-americana, um a mais que o Jorge Wilstermann e três de vantagem para o Tucumán – o Peñarol, com três, está eliminado. No jogo da primeira rodada, disputado na Argentina, o Verdão empatou em 1 a 1, atesta o Ge.

– São todos difíceis. Não vai ter jogo fácil. O jogo lá (na Argentina) foi empate, conseguimos buscar e foi importante. Aqui não vai ser fácil também. A vitória é o que queremos. Tem de jogar para ganhar. Não adianta pensar que um empate ou derrota por 1 a 0 classifica – disse o volante Thiago Santos.

A boa fase e a matemática favorecem os alviverdes. Isso porque a vaga pode vir até em caso de derrota por dois ou mais gols de diferença, desde que o Peñarol vença o Jorge Wilstermann no Uruguai.

A vitória garante ao Palmeiras a primeira posição do grupo, que dá o direito de enfrentar um dos oito segundos colocados nas oitavas, em confronto a ser definido por sorteio.

No ano passado, o Palmeiras foi eliminado na fase de grupos da Libertadores. Na ocasião, precisava golear o River Plate em casa e torcer por uma derrota do Rosario Central contra o Nacional. Apenas a primeira parte do objetivo foi alcançada, e o time dirigido por Cuca se despediu precocemente do torneio. A campanha negativa de 2016 também serve de alerta.

– A pior coisa do futebol é depender dos outros. Agora que depende só de nós, temos de fazer a nossa empate. Tem de pensar na vitória, nada de empate. Estamos trabalhando para ir para o jogo e ganhar – declarou Thiago Santos, que vai substituir Felipe Melo contra o Tucumán.

23/05/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *