Pastora, Nãna Shara lança CD Gospel e diz: Evangélicos sofrem tanto preconceito quanto os gays

Nãna Shara: CD gospel à caminho.
Nãna Shara: CD gospel à caminho.

Após sete anos sem gravar, Nãna Shara, ex-SNZ, está prestes a lançar o primeiro trabalho gospel da carreira. Mas não espere da filha de Pepeu Gomes e Baby Consuelo algo tradicional. Pastora da Igreja Apostólica da Restauração, em Copacabana, ela quer que o CD “Novo céu” surpreenda. “Não se parece com nada do que já existe e ao mesmo tempo é uma mistura de estilos. Não é um disco de entretenimento, mas um instrumento de Deus”, avisa ela, que assinou contrato com a Universal Music Christian Group.

Casada com o pastor Brinco e há 15 anos convertida, Nãna conta que ela própria tinha muito preconceito com a música que “crente ouve”. “Meu marido tinha uma banda de rock e logo que se converteu queria gravar gospel. Eu dizia que não era uma boa ideia”, confessa. Preconceito, aliás, é uma palavra que Nãna entende bem. “Imagina! Venho de uma família à frente do seu tempo, com cabelos coloridos. Sofri e sofro preconceito pela minha escolha de ser feliz com Deus. Meus amigos achavam que eu tinha passado por uma lavagem cerebral”, observa ela, que em sua igreja aceita frequentadores gays: “Por que eu deveria julgar a escolha de uma pessoa? Não temos esse direito. Na minha igreja todos são aceitos. E evangélicos sofrem tanto preconceito quanto os gays”.

Nãna conta que seu encontro com Deus aconteceu após uma busca incessante pelo amor. “Sempre acreditei em amor para a vida toda e sofria com relacionamentos que não davam certo”, justifica ela, que sentiu muito a separação dos pais: “Para mim, eles eram a personificação desse amor durável e eterno”.

Site extra.globo