Paulo Memória candidato de Collor bate na TV em JHC, Ciço e Rui

Paulo Memória candidato de Collor a prefeito por Maceió / Foto: Fotos:Reprodução TV Pajuçara e Arlindo Tavares
Paulo Memória candidato de Collor a prefeito por Maceió / Foto: Fotos:Reprodução TV Pajuçara e Arlindo Tavares
Na entrevista de domingo da TV Pajuçara com o âncora Ricardo Mota, o pré candidato a prefeito de Maceió, jornalista Paulo Memória disse um ítem importante para minha campanha é o baixo índice de rejeição, onde o campeão é o neopeemedebista Cicero Almeida e por isso, tem condições de brigar nesta eleição municipal.

Memória disse “estamos trabalhando para ampliarmos a frente de partidos que nos apoiará. Além de quatro partidos atuais já fechados com o aval do senador Fernando Collor, podemos chegar a oito partidos na nossa frente partidária. Isso me dará mais de um minuto de tempo no rádio e na TV e tempo suficiente para passamos nossa mensagem de renovação.”

Ele alertou que “sua campanha será minuto mais de presença nos bairros conversando com o povo, do que entrando nas casas das pessoas por uma janela eletrônica.”

Paulo Memória aponta que o considera as suas prioridades para a capital de Alagoas, o sistema de educação e saúde. ” A situação de saúde reconhece ele, é uma vergonha no Brasil inteiro e apenas 15% do maceioenses tem plano de saúde privado. Para ele, Maceió não pode ser olhada só pela beleza da orla marítima, mas tem de investir nas grotas, por se trata da quarta capital do Brasil que tem mais favela.

Paulo Memoria e ricardo mota

Não faz muito tempo, Paulo Memória era quase que um desconhecido em Alagoas, inclusive no meio político.

Questionado sobre na reta final o senador Collor, decidir ser candidato em seu lugar, disse Memória “o Senador Collor é uma liderança nacional e o PTC tem nele um projeto de construção para novamente colocá-lo no embate presidencial. Entretanto, ressaltou Memória, “não tem problemas em ceder a vaga a ele.” Porém, disse o pré candidato do PTC, “Collor acredita na minha eleição”.

E não economizou nos adjetivos, notadamente em relação a JHC e Cícero Almeida, sem poupar o atual prefeito Rui Palmeira.

Sobre o deputado federal Cicero Almeida, lembrou Memória que durante o transcorrer da eleição vai sangrar bastante a sua campanha. Por exemplo, em setembro senta no banco do réu na Justiça Federal em Alagoas para prestar depoimento sobre a máfia do lixo e isso, sem falar ainda no processo de taturanas onde se encontra envolvido e recentemente teve apoio de parlamentares taturanos.

Comentando JHC, disse ele, ” é um engodo apresentar-se como renovação, pois pertence a uma das oligarguias política de família que é liderada pelo seu pai, ex-deputado federal João Caldas e sua mãe, Eudócia ex prefeita de Ibateguara. Ademais, JHC precisa explicar melhor como um garoto de 23 anos consegue sem trabalhar uma fortuna que foi denunciada pelo jornalista carioca Goés.

No tocante a gestão do tucano Rui Palmeira, disse Paulo Memória, lamentavelmente investiu na orla Marítima,onde reside a nossa elite e nada fez nessa sua primeira gestão pela orla Lagunar que é um lixo.

bernadino