Seis pessoas são baleadas durante festa em Uberlândia neste domingo

Dos baleados, uma pessoa morreu e cinco ficaram feridas. PM informou que autor dos disparos pode ter usado uma submetralhadora.

Rafael Soares Lemos, de 18 anos, morreu no tiroteiona festa em Uberlândia.
Rafael Soares Lemos, de 18 anos, morreu no tiroteio na festa em Uberlândia.

Seis pessoas foram baleadas e uma delas morreu na madrugada deste domingo (10) durante uma festa no Arena Race, na rodovia MGC-455, zona rural de Uberlândia. Segundo as primeiras informações da Polícia Militar, a suspeita é que o autor dos disparos, ainda não identificado, tenha utilizado uma submetralhadora. Foram recolhidos no local cerca de 30 projéteis.

A produção do MGTV entrou em contato com o proprietário do local de eventos Arena Race, Júnior Pessoa, e ele informou que fez a locação da área para uma festa na noite deste sábado (9), e os organizadores apresentaram o alvará da Prefeitura. “Inclusive neste sábado, antes do evento, fui até o local para verificar se tinham colocado o número suficiente de seguranças e vi que estava tudo certo. Conversei com o chefe de segurança antes do evento”, informou Júnior Pessoa.

A polícia informou ainda que algumas vítimas foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UAI) do Bairro Planalto e outras para o Pronto Socorro do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU).

Sobre o estado de saúde dos baleados, a assessoria do HC-UFU informou que atendeu cinco pessoas atingidas pelos disparos: um menor, com 17 anos; dois jovens de 23 anos, sendo que um deles foi transferido para um hospital particular de Uberlândia; e uma jovem também de 23 anos. A assessoria informou que todos apresentam quadro de saúde estável. O jovem que morreu era Rafael Soares Cunha, de 18 anos, e ele chegou com vida ao Pronto Socorro mas não resistiu.

Um outro jovem de 25 anos que também ficou ferido não deu entrada no hospital. O G1 tentou informações na UAI do Planalto, mas ninguém soube informar sobre o estado de saúde da vítima que deu entrada na unidade nesta madrugada.

Segundo o Tenente Lemos, por telefone, eles não sabem a motivação dos disparos, mas que possivelmente possa ser algo relacionado a drogas, pois a vítima que morreu tinha diversas passagens pela polícia, entre elas: porte de arma de fogo, disparos de arma de fogo e tráfico de drogas.

Até o fechamento desta reportagem a polícia ainda estava fazendo patrulhamento em busca do atirador.

uai.com.br
10/07/16