Sementes de feijão são entregues a famílias do Benedito Bentes

Parceria com as prefeituras de Maceió, Campo Alegre, Junqueiro e Teotônio Vilela deverá beneficiar cerca de seis mil famílias este ano

a8251df3dbb85d9abbd32b434b9581f3_L

A Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri) realiza, nesta sexta-feira (15), a entrega de 400 quilos de sementes de feijão de corda do programa Barriga Cheia para 250 famílias carentes dos bairros do Benedito Bentes, Eustáquio Gomes, Village Campestre e Conjunto Lucila Toledo. A cerimônia de entrega acontece na avenida Cachoeira do Meirim, nas proximidades da unidade da Companhia de Abastecimento e Saneamento de Alagoas (Casal), a partir das 8h30.

As famílias beneficiadas nesta etapa do programa Barriga Cheia em Maceió foram cadastradas pela prefeitura comunitária do Benedito Bentes e as sementes serão plantadas em uma área de 120 hectares cedida pela Usina Santa Clotilde. O programa funciona a partir da parceria com usinas de cana de açúcar e as prefeituras de Maceió, Campo Alegre, Junqueiro e Teotônio Vilela.

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Álvaro Vasconcelos, a pasta busca novos parceiros para esta edição do programa.

Seagri_barriga_int

“Queremos ampliar o número de parceiros e estamos conversando com outras usinas e com as prefeituras de Atalaia e Murici. No período de entressafra da cana, o Barriga Cheia torna-se uma alternativa para gerar alimento e renda para as famílias que ficam desempregadas. Nesse sentido, buscamos o apoio da iniciativa privada seguindo as orientações do Governador Renan Filho em concentrar esforços para oferecer uma nova Alagoas para as famílias de baixa renda”, disse Vasconcelos.

Na quarta-feira (13), o secretário fez a primeira entrega de sementes do Barriga Cheia em 2016 no distrito de Luziápolis, beneficiando 520 famílias do município de Campo Alegre. Ainda neste mês de abril, as sementes serão entregues nos municípios de Junqueiro e Teotônio Vilela.

De acordo com o secretário de Agricultura, neste ano, o programa deve distribuir em torno de 2 mil quilos de sementes de feijão, beneficiando cerca de 6 mil famílias de baixa renda e agricultores familiares alagoanos.

Petrônio Viana – Agência Alagoas