Senador Renan Calheiros já admite renunciar liderança do PMDB

 

Isolado pelo Palácio do Planalto, o senador Renan Calheiros  acabou de admitir  a imprensa de Brasília, a possibilidade  de deixar a liderança do PMDB quando teve um encontro no seu gabinete com vários jornalistas.

Renan até aceita renunciar  ao cargo, desde que indique seu sucessor. E ele tem um nome para continuar incomodando o presidente Michel Temer: Roberto Requião.

“Se a bancada aceitar o Requião como líder eu facilito e renuncio agora”, disse Renan.

Será assim a segunda vez que Renan Calheiros para não demonstrar a perda de força no Congresso Nacional, vai renúncia. A outra renúncia, foi um acordo para não ser cassado no caso da Mônica, quando perdeu a presidência do Senado e ficou um petista.

Renan tem se dedicado final de semana em  Alagoas a viajar ao lado do seu filho, governador Renan Filho e os dois já deram a largada para a campanha de  2018. A queda dos Renan’s em Maceió foi um aviso na campanha do Ciço Almeida(PMDB) quando o tucano Rui Palmeira colocou 20 pontos na frente dando uma lavagem.

E agora, eles já tem uma pesquisa para Senado, onde Renan Calheiros na grande Maceió figura entre o sexto colocado. Isso  é um sinal de alerta que tem tirado o sono do velho cacique Renan Calheiros que luta para bater o recorde se eleito de ser o senador com mais tempo de Alagoas no Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *