Sete acusados de tráfico e porte ilegal são presos no Agreste

103162_ext_arquivo

O delegado Everton Gonçalves, titular da Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA), divulgou nesta sexta-feira dia 1º, detalhes sobre uma operação que foi deflagrada na Região do Agreste alagoano, e que resultou na aprisão de sete acusados de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

Foram presos em Arapiraca: Rosenildo Luceno dos Santos, conhecido como “Nildo”, Claudevan Pereira da Silva, o “Van”, Maxuell de Assis da Silva, “Suel”, Thiago Simões da Silva, conhecido como “Café”, Jonatan Barbosa Souza, o “Jonny Corisco”, Michael Douglas Cardoso Silva, “Maicon”, e Rondino Tavares da Silva Neto.

“O mais perigoso de todos é o “Jonny Corisco”, ele é acusado de ter assassinado um indivíduo em 2014, em um bar, e foi preso em cumprimento a mandado de prisão, expedido pela Justiça alagoana”, disse o delegado.

Durante a ação que foi realizada por policiais civis da DHA, e militares do 3° BPM, foram apreendidos mais de 2kg de maconha, 17 pedras de crack, um revólver calibre 32, um revólver calibre 22, uma balança de precisão, um triturador de drogas, e R$ 175,20.O delegado disse ainda que “Jonny Corisco”, é suspeito de ter tomado o lugar do traficante “Fernando Coringa”, morto recentemente em troca de tiros com a polícia. Com ele as polícias aprenderam os mais de 2kg de maconha.

Segundo o delegado o Rosenildo foi flagrado com o revólver calibre 22, e Eronildo com o calibre 32. Os outros acusados foram presos por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As ações foram realizadas nos bairros Bom Sucesso, Brasilia, Planalto e Senador Arnon de Melo, localizados em Arapiraca.

alagoastempo.com.br