Tiros deixam mortos e feridos em escola de San Bernardino, nos EUA

Dois adultos morreram em sala de aula e duas pessoas feridas foram levadas ao hospital. Polícia acredita ser um caso de um assassino suicida.

Tiros disparados em uma escola da Califórnia, nos Estados Unidos, deixaram dois mortos e dois feridos nesta segunda-feira (10). A polícia acredita que o incidente, que aconteceu na escola de ensino fundamental North Park por volta das 10h30 locais (14h30 de Brasília), foi um caso de um assassino suicida.

Dois adultos morreram em uma sala de aula e dois alunos foram feridos e levados a um hospital. De acordo com a polícia, os dois adultos são um homem e uma mulher, e o homem morreu por um tiro disparado por ele mesmo. Em coletiva de imprensa, um porta-voz da polícia disse que ainda trabalham para identificar os dois mortos. Ainda não se sabe qual a relação entre o atirador e a vítima. Agentes da polícia foram à casa do atirador para investigar o caso.

A condição de saúde dos estudantes feridos é crítica. A polícia ainda não divulga suas idades e acredita que eles não eram alvo do atirador, mas provavlemente estavam perto da mulher que foi vítima.

Os bombeiros e a polícia estão no local, e os alunos foram levados de ônibus à Universidade do Estado da Califórnia. Eles serão interrogados e depois levados a uma outra escola para se reencontrarem com seus pais. A North Park ficará fechada pelos próximos dois dias.

“Temos dois estudantes que foram transportados em helicóptero para um centro local de trauma”, disse a porta-voz do Distrito Escolar Unificado de San Bernardino, Maria Garcia, à rede KTLA.

A terceira vítima é um professor (ou professora), de acordo com Garcia. “Não sabemos a idade dos alunos. Não sabemos em que série o professor ensinava”, disse ela.

O prefeito de San Bernardino, Carey Davis, lamentou o ocorrido e disse que recebeu um telefonema da Casa Branca expressando a preocupação do presidente Donald Trump com a comunidade local, alunos e professores da escola.

“Acreditamos que seja um assassino suicida. Aconteceu em uma sala de aula. Dois alunos foram transportados ao hospital”, afirmou o chefe da polícia pelo Twitter.

Inicialmente, os bombeiros tinham informado que atendiam quatro vítimas por balas e estavam na escola fazendo a contagem das vítimas. A escola fica perto da Universidade do Estado da Califórnia, que pediu que seus estudantes não saíssem do campus.

A cidade de San Bernardino foi palco de um massacre em dezembro de 2015, quando dois seguidores do grupo extremista Estado Islâmico abriram fogo em um centro comunitário e mataram 14 pessoas.

g1

10/04/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *