Último contato foi via mensagem, diz pai do jogador alagoano Arthur Maia

Atleta estava na Bolívia e avisou ao pai que ia embarcar para Medellín. Jogador estava entre os passageiros do avião da Chapecoense que caiu.

2016-11-29-photo-00000920

“O coração espera uma boa notícia, mas a razão, pelo que estamos vendo e acompanhado, diz outra”, lamenta o pai do jogador Arthur Maia, que estava no avião da Chapecoense que caiu na madrugada desta terça-feira (9), em Medellín, na Bolívia.

Segundo Roberto Maia, Arthur vinha para Maceió dia 20 de dezembro e passaria as festas de fim de ano com a família. “Já estava tudo programado. Todos os dias eu falava com meu filho. O último contato foi via mensagem, ele disse que estava na Bolívia e indo para Medellín”, afirma.

Roberto Maia disse que o jogador saiu de Alagoas com 11 anos de idade e que jogou no Vitória, América, Flamengo, passou seis meses no Japão e que agora estava na Chapecoense.

“Eu sou suspeito em falar, mas ele jogava bem sim. Ele era um garoto de 24 anos, novo, com um futuro pela frente. Agora que Deus conforte a família”, disse o pai.

g1

29/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *